Domingos de manhã passeados com vagar, fotografias, impressões e confidências feitas à cidade de Coimbra, suas casas e seus casos, seu rosto vivo, suas lágrimas e sorrisos.

Acerca de mim

06 maio 2007

O património artístico de Santo António dos Olivais; talha dourada e azulejos, um casamento português!...

.Uma casualidade feliz fez com que tivesse encontrado uma senhora minha conhecida, activa nas práticas de devoção daquela igreja.
Perguntou-me com toda a simpatia se queria visitar a sacristia, ao que respondi afirmativamente, por saber que é local de ver e rever, pela qualidade e valor do património ali existente.
.falta foto, desculpas
.
Tive o prazer de ser apresentado a Frei Adriano Zorzi, religioso oriundo de Itália que comigo conversou com imensa gentileza e me ofereceu um conjunto de documentos informativos e imagens respeitantes àquele respeitabilíssimo monumento.
.É num local como estes que se confirma de modo seguríssimo que a talha dourada e os azulejos azuis e brancos são uma associação prodigiosa que muito ilustrou as artes decorativas em Portugal.
Grandes templos de majestosa arquitectura e decoração sumptuosa não faltam por esse mundo.
A talha dourada e os azulejos azuis e brancos são, contudo, uma ideia muito abundantemente praticada em Portugal que afirmou as nossas artes decorativas num plano de vincada originalidade.
.
O património artístico de Santo António dos Olivais está apoiado nesse e noutros argumentos de muito valor, a pintura e o mobiliário por exemplo, que justificam bem uma visita demorada.
.Como ponto de partida para uma tal visita, não esqueçam os meus leitores em casa o lado desperto do seu olhar e o interesse artístico, que são muito mais importantes que a erudição pesadona, às vezes muito chata e completamente inútil no que toca à defesa real e concreta do nosso património de outros tempos, e da arte viva na nossa própria actualidade.
.Digo isso sem deixar de recomendar o site da igreja que está na net
http://santoantonio.com.sapo.pt/

Alerto além disso todos os visitantes deste blog que não adianta nada a um país e a uma sociedade presumirem de cultos e interessados em artes e tratarem tudo o que é património assim tão tosca e desajeitadamente como ali se vê em Santo António dos Olivais, o que de modo sintético se torna claro pelo pouco que aqui fica dito muito resumidamente, e demonstrado pela evidência das imagens.
.
.falta foto, desculpas
.

1 comentário:

aminhapele disse...

Tempo bem utilizado.
Palavras necessárias que "alguém" devia ouvir.
Imagens que são um deleite.
Obrigado pelo momento.

arquivo