Domingos de manhã passeados com vagar, fotografias, impressões e confidências feitas à cidade de Coimbra, suas casas e seus casos, seu rosto vivo, suas lágrimas e sorrisos.

Acerca de mim

01 maio 2007

Era assim que eu gostaria de ver-te sempre, Coimbra

Ampla, arejada, espaçosa de horizontes como me pareces quando vista de longe.
Para mais como estás aqui, à beira de serenas águas, com a paz de famílias atendendo seus meninos brincando.
Assim gostaria de te ver sempre, Coimbra: generosa, matinal, transparente e lavada pela fresca chuva da madrugada.



falta foto, desculpas

3 comentários:

Maria disse...

É realmente uma vista maravilhosa da cidade por que tenho imenso carinho, que me aconheu durante os anos na faculdade e onde nasceu o meu filho.

Gostei e vou voltar.

Maria Amorim
Arcos de Valdevez

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
são disse...

Adorei!!!!!

arquivo